Já está disponível a Revista Marxismo Vivo N° 17 – versão digital.

Pode ser comprada através de: https://marxismovivo.org/comprar/

Acompanhe-nos em nossas redes sociais

https://fb.com/marxismovivo
https://instagram.com/marxismo.vivo

Reproduzimos abaixo a apresentação da revista

Aos nossos leitores

Estamos de volta ao formato digital, em meio a esta realidade complexa e sem precedentes.

Uma realidade que continua marcada pela pandemia, pela crise econômica mundial, pelas políticas de todos os governos que priorizam os lucros capitalistas antes da saúde de suas populações, com uma vacinação deficiente que cobre uma ínfima proporção dos habitantes do planeta. Com ataques brutais contra os trabalhadores, os setores mais precarizados, os habitantes dos países mais pobres, que recebem as respostas dos povos que se levantam indignados: na Colômbia, Chile, Líbano, Cuba … Com situações como no Afeganistão, onde o imperialismo norte-americano foi alvo de uma nova derrota militar que fortalece as lutas em todo o mundo, com a contradição de que, devido à crise de direção revolucionária, este confronto foi liderado pelo Talibã, uma direção burguesa contrarrevolucionária que o povo afegão terá que enfrentar.

Este mundo convulsionado e complexo exige fortemente uma resposta revolucionária.

Nossa revista está a serviço desta tarefa, a da atualização programática da LIT-QI para enfrentar estes novos desafios e avançar na construção revolucionária, em direção à superação da grande debilidade já levantada por Trotsky: a crise de direção revolucionária.

Realizamos esta tarefa, que só pode ser desenvolvida com base em profundos debates teóricos, como é tradição no marxismo revolucionário, diante dos trabalhadores, dos jovens, dos lutadores e lutadoras do mundo, a quem convidamos a participar deste processo de elaboração.

Nesta edição da Marxismo Vivo, o tema central é o debate sobre Materialismo Histórico, ao qual o dossiê da revista é dedicado. Além disso, publicamos um debate sobre o papel do trabalho, segundo Engels, no desenvolvimento da linguagem e na transformação do macaco em homem; um estudo sobre o desenvolvimento da educação revolucionária na Rússia; a continuação do debate sobre a Ditadura do Proletariado e também a continuação do debate sobre lógica marxista, neste caso centrado na Lei do Desenvolvimento Desigual e Combinado.

Esperamos que esta edição seja de interesse para nossos leitores e que nos ajudem a divulgar esta nova versão digital.

Os editores