sex abr 19, 2024
sexta-feira, abril 19, 2024

A violação dos direitos das populações e a depredação do meio ambiente das comunidades de El Condadillo e a Flor de Mangle a leste de El Salvador se agrava

Por Movimento Indígena para a Integração das Lutas dos Povos Ancestrais de El Salvador-MILPA.

A serviço do imperialismo

Os projetos desenvolvimentistas e que atentam contra a reprodução da vida e dos bens comuns na zona leste do país, continuam de vento em popa. E só mostram o verdadeiro rosto do governo de Nayib Bukele, que, com um discurso de bem estar, só serve como elo dos interesses imperialistas em nossa região, ao servir em bandeja de prata os megaprojetos com o único e verdadeiro objetivo de fabricar mercadorias e melhorar as condições logísticas para sua circulação. A ameaça de despejo e destruição de centenas de hectares de terra na zona sul de La Unión cada vez mais se concretiza, sem importar as centenas de famílias atingidas.

Ameaças concretizadas: a destruição começa.

Em meados de fevereiro deste ano, funcionários de uma empresa guatemalteca contratada pela Comissão Executiva Portuária Autônoma-CEPA (segundo os próprios trabalhadores) iniciou os trabalhos para realizar um estudo de solo nas comunidades de El Condadillo e Flor de Mangle, área ameaçada pela construção do Aeroporto do Pacífico.

Os funcionários de tal empresa entraram com maquinário e equipamento nas parcelas agrícolas e de moradia; sem a autorização dos proprietários ou ordem judicial para isso. Também danificaram cercas e alambrados, o que causou que gado de alguns proprietários escapassem sozinhos e vagassem pelos arredores.

As intervenções realizadas pelos funcionários da empresa, consistiram em perfurações e escavações; formando valas de até 40 metros de largura por 60 metros de comprimento e com uma profundidade superior a 9 metros. No caso de uma das parcelas, a vala chega a abarcar quase a totalidade da área, esta mesma parcela se encontra a menos de um quilômetro do manguezal do estuário El Tamarindo. Ao finalizar os trabalhos nas parcelas invadidas, a empresa se retira, deixando a área agrícola inutilizável e em condições de risco tanto para as pessoas como para o pastoreio do gado das famílias camponesas.

Chamado à Solidariedade e Luta.

É lamentável a violação dos meios de vida da população das comunidades camponesas de El Condadillo e Flor de Mangle, localizadas na faixa costeira marinha do departamento de La Unión; assim como também a alteração e depredação do ecossistema do manguezal do estuário El Tamarindo, afetando a biodiversidade da zona e a bacia hidrográfica Sirama (que abarca os municípios de Jucuarán, Chirilagua, Intipucá, Conchagua e La Unión).

Do Movimento Indígena para a Integração das Lutas dos Povos Ancestrais de El Salvador-MILPA, fazemos o chamado para as organizações sociais, sindicais, indígenas e populares de El Salvador e do mundo a solidarizar-se com nossa luta, para defender a vida, a lutar pela nossa mãe terra e pela vida de nossas filhas e filhos.

Defendamos a vida e nossa mãe terra!

La Unión, 23/03/2023

Tradução: Lílian Enck

Confira nossos outros conteúdos

Artigos mais populares