sex fev 23, 2024
sexta-feira, fevereiro 23, 2024

Parar a repressão da ditadura de Díaz Canel

Exigimos a libertação imediata de Daniela Rojo, Leonardo Romero Negrín Alexander Hall, Carolina Barrero, Camila Rodríguez e outros manifestantes.

A repressão que o regime de Díaz Canel está realizando contra os manifestantes do 11-J não parou, agora que as câmeras não estão voltadas para Cuba, uma série de julgamentos e acusações arbitrárias estão ocorrendo contra centenas de manifestantes. O regime de Díaz Canel quer fazê-los cumprir pena de prisão por acusações absurdas e arbitrárias.

A resistência do povo continua, com muitas dificuldades e sobretudo, pequenos atos de solidariedade e acompanhamento de familiares têm sido a forma como a luta pelos presos políticos tem se expressado. Hoje acompanhando os familiares dos acusados ​​acontecia uma pequena concentração de manifestantes que primeiro foram atacados por uma “brigada de ação rápida” e depois presos. Entre os detidos estão Daniela Rojo, Tata Poet, Leonardo Romero Negrín, Alexander Hall, Carolina Barrero e Camila Rodríguez Barbara, além das mães dos acusados.

Estão atualmente detidos em San Miguel del Padrón e foram informados de que serão acusados ​​de desordem pública.

A LIT-QI condena esta nova repressão do regime de Díaz Canel contra os manifestantes e as mães dos presos. Exigimos a sua libertação imediata e que não sejam apresentadas acusações de qualquer tipo pelo direito de manifestação.

Confira nossos outros conteúdos

Artigos mais populares