COMPARTILHAR

Piñera e seu governo não têm credibilidade. Cada vez mais eles mostram que estão ao serviço de um punhado de famílias milionárias e dos capitalistas internacionais e não têm nada a oferecer ao povo trabalhador.

Por: MIT-Chile

O coronavírus chegou ao nosso país e o governo foi totalmente incapaz de lidar com a crise, que já se sabia que viria há mais de um mês. Os hospitais públicos estão caminhando cada vez mais rápido para entrar em colapso. Faltam desde insumos básicos até ventiladores mecânicos e outras máquinas para enfrentar a pandemia. Os profissionais de saúde são poucos, estão trabalhando em condições de exposição ao vírus devido à falta de insumos e ao excesso de horas de trabalho. E a pandemia está apenas começando.

O governo, totalmente incapaz de ter um plano para enfrentar a pandemia, decreta o Estado de Catástrofe e leva os militares para as ruas novamente. Qual é o significado disso?

O governo sabe muito bem que há uma revolução em andamento em nosso país. Ele sabe que, com o colapso da saúde e a crise econômica que se aproxima, a situação explodirá novamente. É questão de tempo. As medidas mínimas adotadas até o momento pelo governo foram resultado de pressão social: suspensão de aulas, fechamento de shoppings, etc.

No campo econômico, o governo não tomou nenhuma ação e vai deixar que milhões de trabalhadores acabem nas ruas e sem condições de sobreviver. Milhares de trabalhadores estão perdendo seus empregos, outros milhões não serão capazes de garantir sua renda com a quarentena geral. O governo não resolverá esses problemas, porque representa a minoria minúscula de chilenos, que será muito bem atendida nas clínicas privadas mais caras do país. Por esse motivo, eles querem se prevenir e levar os militares para as ruas novamente e, por 90 dias!

Leia também:  Brasil| Fora já Bolsonaro e Mourão: Em defesa da vida, do emprego, da renda e do salário, para que todos tenham o direito de ficar em casa

Não tenhamos ilusão, Piñera não está levando as forças armadas para as ruas novamente para salvar o país da pandemia. Um país não é salvo de uma pandemia com os militares, é salvo com um plano robusto para fortalecer a saúde pública.

Nós do MIT estamos completamente contra o Estado de Catástrofe e o retorno dos militares! Orientamos todos a serem vigilantes e a denunciarem o que está acontecendo no local de trabalho, hospitais e bairros. Temos que nos proteger e cuidar de nós mesmos, pois não podemos esperar nada desse governo. Devemos continuar a nos organizar virtualmente e formar comitês de emergência nas cidades, como já está sendo feito em vários municípios do país. Nós, os trabalhadores, juntamente com os heróis da “Primeira linha” da saúde, somos os que podemos controlar essa pandemia.

Abaixo o estado da catástrofe!

Aumento salarial geral de salário para os profissionais de saúde!

Licença imediata sem redução de salário a todos os trabalhadores e subsídio de 500 mil pesos a todas as famílias que dependem de trabalho informal ou estão desempregadas!

Expropriação imediata das Isapres e clínicas privadas! Investimento em saúde pública e um plano de emergência para conter a pandemia!

Expropriação imediata dos bens das 10 famílias mais ricas do país para financiar a luta contra a pandemia! Que a crise seja paga pelos ricos que nos saquearam por décadas!

Fora Mañalich! Fora Piñera!

Tradução: Lena Souza