COMPARTILHAR

Moção de repúdio ao assassinato do jornalista saudita Jamal Khashoggi

Por: CSP /conlutas

A CSP-Conlutas repudia o assassinato do jornalista saudita Jamal Khashoggi em 02/10/2018 nas dependências do consulado saudita em Istambul por uma equipe especial do serviço de segurança saudita. Segundo a imprensa, esta equipe especial estava sob o comando direto do principe herdeiro Mohammad Bin Salman. A CSP-Conlutas exige investigação e punição de todos os responsáveis pelo assassinato do jornalista Jamal Khashoggi.

Moção aprovada pela reunião da Coordenação Nacional da CSP Conlutas

São Paulo, 24/11/2018