Itália| Um dia importante de greves e lutas. Isto é apenas o começo

O dia 24 de setembro foi um dia importante de greves e mobilizações em nosso país. Os estudantes da Sexta-Feira pelo Futuro (FFF – Fridays for Future) foram às ruas e organizaram greves e manifestações em muitas cidades. As praças da Greve Global pelo Clima, embora menos lotadas do que há dois anos, têm mostrado uma nova combatividade e radicalismo: é cada vez mais evidente para as gerações mais novas que não há futuro no sistema capitalista, nem para elas nem para o planeta. Foi importante que os trabalhadores dos setores de química, energia, borracha-plástico e petróleo da Allca Cub cruzaram os braços para se juntar à juventude da FFF. Infelizmente, a convocação de uma greve pelo clima foi rejeitada pelas demais lideranças sindicais.

Por: Comitê Executivo do PdAC, Itália

Mas 24 de setembro também foi um dia importante por outro motivo. Foi um dia de greve do transporte aéreo nacional, com a disputa da Alitalia no centro. Em Fiumicino, milhares de trabalhadores da Alitalia bloquearam o aeroporto e depois se mobilizaram com uma marcha que bloqueou a estrada. Mesmo em Linate, a defesa da greve teve uma participação ampla e radical. Os trabalhadores da Alitalia gritaram um forte não ao plano Ita, que prevê o desmantelamento da companhia de bandeira, milhares de demissões e redução de salários pela metade. São muitos as consignas contra o governo Draghi, que com o plano Ita, com a liberação das demissões e com as políticas de gestão irresponsável diante da pandemia, está atacando com ferocidade as massas populares.

Mas a classe trabalhadora, na sexta-feira, mostrou que pode responder com força, unidade e determinação a esses ataques. Na combativa manifestação em Fiumicino havia delegações de trabalhadores de outras cidades. Acima de tudo, estiveram presentes os trabalhadores da GKN de Florença, com a seu estandarte Insorgiamo (Nos levantamos!) Que agora se tornou o símbolo de todas as lutas do nosso país. Os trabalhadores GKN e os trabalhadores da Alitalia pelo seu exemplo estão nos mostrando o caminho a seguir para repelir os ataques do governo Draghi e dos patrões: é o da solidariedade recíproca e da unidade nas lutas, independentemente dos sindicatos. Uma mensagem que eles também queriam representar simbolicamente com suas bandeiras: os trabalhadores da GKN carregavam uma bandeira em solidariedade à luta da Alitalia, os trabalhadores/as do Comitê Todos a Bordo No Ita carregavam uma bandeira em solidariedade aos trabalhadores da GKN.

Se os comentaristas da televisão na sexta-feira estigmatizaram as consignas dos trabalhadores contra Draghi e temeram a chegada de um perigoso “novo sessenta e oito” – pensemos, por exemplo, nas declarações de Padellaro sobre La7 (1) – esperamos que haja uma retomada das lutas operárias. Temos orgulho de estar ativos nessas mobilizações e, em alguns casos, como na Alitalia, que nossos companheiros estejam na vanguarda. Na sexta-feira estávamos na praça com os alunos. Estávamos, sobretudo, na linha de frente em Fiumicino: nossa companheiro Daniele Cofani é um dos principais dirigentes dessa luta que dura meses, embora em grande parte ocultada pela mídia. Em Fiumicino, levamos a solidariedade dos trabalhadores da Pirelli (também em greve) aos trabalhadores da Alitalia. Estávamos também, com nossos ativistas e trabalhadores do setor, na defesa de Linate.

O vento da luta de classes começa a soprar: o Partido Comunista Alternativo fará todo o possível para abrir em breve uma nova fase de lutas operárias e estudantis que possam mudar a correlação de forças em benefício da classe trabalhadora até que o governo Draghi seja derrotado. Por isso, convidamos os que nos leem a aprofundar seus conhecimentos sobre o programa PdAC e a vir construir o partido revolucionário conosco. Como muitos jovens gritaram nas ruas na sexta-feira: para salvar a humanidade e o planeta, o sistema deve ser mudado!

[1]

https://www.la7.it/tagada/video/crisi-alitalia-gkn-ilva-padellaro-si-rischia-un-ritorno-agli-anni-settanta-24-09-2021-398804

Artigo publicado em https://www.partitodialternativacomunista.org/ , 26/09/2021.