COMPARTILHAR

A demanda pela liberdade de Daniel Ruiz se fez presente, com muita força, nas atividades contra o G20, em 29 de novembro em Buenos Aires.

Da Redação

É que Daniel não é somente um prisioneiro do governo de Macri, mas também do G20. Ele foi um dos organizadores da campanha internacional contra o G20 e foi preso dois dias depois de ter participado do lançamento da campanha.

Por isso, não só se realizou um painel de discussão sobre sua liberdade, com a participação de diferentes organizações de direitos humanos, mas sua fotografia e a reivindicação de sua libertação estavam no palco do ato central da Confluência Contra o G20.

Diana Kordon de LIBERPUEBLO e a advogada Maria del Carmen Verdún da CORREPI (Coordenadora Contra a Repressão Policial e  Institucional) e integrantes do Encontro Memória Verdade e Justiça, explicam por que Daniel Ruiz e Sebastián Romero, tornaram-se símbolos da luta contra a criminalização das lutas sociais.

Martin Alderete, membro da CADEP (Coordenadora Antirrepressão pelos Direitos do Povo), um dos advogados de defesa de Daniel Ruiz, fala sobre a falta de fundamentos da acusação, o que faz, cada vez mais, crescer a campanha por sua liberdade.

Luciana, dirigente do PSTU-Argentina e Carolina, irmã de Daniel Ruiz, falam sobre as atividades da campanha por sua liberdade que serão realizadas nestes dias de rechaço ao G20.