ter abr 23, 2024
terça-feira, abril 23, 2024

Jovem militar norte-americano ateia fogo contra o próprio corpo em protesto contra o genocídio em Gaza

O membro da Força Aérea dos EUA, Aaron Bushnel, de apenas 25 anos, ateou fogo contra o próprio corpo em frente à embaixada de Israel em Washington. O ato de protesto se deu contra o genocídio que o Estado nazifascista de Israel promove em Gaza.

Aaron transmitiu ao vivo seu ato de desespero e indignação através de uma plataforma de streaming. “Não serei cúmplice desse genocídio”, explicou momentos antes do ato. “Estou prestes a fazer um ato extremo de protesto, mas comparado com que as pessoas estão passando nas mãos de seus colonizadores na Palestina, não é tão extremo”, disse enquanto caminhava para frente da embaixada. “Isso é o que nossa classe dominante decidiu que será normal”, finalizou.

As imagens mostram o militar se encharcando com algum produto inflamável antes de acender o fogo que o consumiu em poucos momentos. Enquanto queimava, Aaron gritava “Palestina livre!”.

Aaron morreu nesta segunda-feira, 26, por conta dos ferimentos.

O número de palestinos assassinados pelo Estado de Israel já chega a 30 mil, a maior parte mulheres e crianças.

Confira nossos outros conteúdos

Artigos mais populares