ter maio 28, 2024
terça-feira, maio 28, 2024

Xenofobia explora, agride e mata em Portugal

O mês de fevereiro foi marcado por dois casos flagrantes de xenofobia e racismo em Portugal: em Olhão, quando um grupo de adolescentes foi filmado  agredindo um imigrante nepalês, roubando-lhes os pertences, e na Mouraria, quando um incêndio vitimou dois migrantes do Bangladesh e feriu outros 14, num rés-do-chão onde viviam 22 pessoas (!).

Por: António Tonga / Em Luta – Portugal

Denunciamos e repudiamos estes acontecimentos nefastos como parte de um projeto de país racista, onde os imigrantes pobres e/ou populações racializadas são parte fundamental da base da exploração do país, sendo ao mesmo tempo os que têm piores condições, recebendo mal, vivendo amontoados, ameaçados pelo aparato legal e repressivo do Estado, mas também os principais bodes expiatórios políticos para sectores como o Chega, num país marcado pelo fantasma do colonialismo, onde a classe trabalhadora nativa é permanentemente disputada para uma falsa consciência de superioridade racial.

Paralelamente, a linha do Governo tem sido enaltecer hipocritamente o contributo dos imigrantes para as contas públicas em 2022, quando o saldo positivo para a Segurança Social foi de um bilhão de euros, enquanto continua a subjugá-los, como em Odemira, e, também através do decrépito SEF, que abandona totalmente os imigrantes à mercê do subemprego num submundo laboral ávido de carne para canhão para os seus lucros. Para o PS (Partido Socialista), os imigrantes são uma base indispensável do seu país da precariedade, salários baixos e alto custo de vida – quanto mais submissos e servis melhor.

Como lutadores da classe trabalhadora e explorada, contra o capitalismo dos bancos, da UE e dos grandes grupos económicos, lutar contra os casos de racismo e xenofobia como parte da exploração capitalista, é um princípio. É preciso rejeitar as lógicas que objetificam os migrantes, como a de Carlos Moedas, que diz que a situação se resolve com a entrada exclusiva de pessoas com visto de trabalho, lutando pela unificação em direitos, liberdades e garantias da classe em luta contra o regime capitalista.

Confira nossos outros conteúdos

Artigos mais populares