COMPARTILHAR

Declaração dos partidos da LIT-QI na América Central

Durante os últimos dias, o povo trabalhador nicaraguense e a juventude vem realizando manifestações contra a reforma da Previdência decretado pelo presidente Daniel Ortega.

A reforma estabelece uma redução de 5% dos benefícios e aumenta as contribuições patronais e dos trabalhadores, o que é um evidente ataque à Seguridade Social do povo trabalhador nicaraguense. O que se pretende com essa medida é resgatar o Instituto Nicaraguense de Seguridade Social (INSS) que se encontra quebrado já que tem sido utilizado durante a última década para impulsionar projetos duvidosos ligados aos negócios dos amigos de Ortega.

Como resposta às manifestações, o governo nicaraguense enviou às ruas e aos centros universitários a polícia e a juventude da Frente Sandinista armada, para reprimir duramente os manifestantes.

Nós, os partidos centroamericanos da Liga Internacional dos Trabalhadores, enviamos a nossa solidariedade ao povo e à juventude da Nicarágua que resiste contra os cortes e a repressão.

Condenamos as políticas antioperárias e a repressão do governo de Daniel Ortega e exigimos que se suspenda imediatamente a perseguição contra os manifestantes.

Da mesma forma, exigimos aos governos do PAC na Costa Rica e ao governo da FMLN em El Salvador, e ao Partido Frente Ampla e Partido Livre, que se manifestem e condenem as ações do governo nicaraguense.

Fazemos um chamado aos ativistas, organizações sociais, sindicatos, partidos políticos e estudantes a que denunciemos a repressão do governos de Ortega e a prestar solidariedade com o povo nicaraguense.

Fim da repressão do governo Ortega!

Que os corruptos paguem pela crise do INSS!

Partido de los Trabajadores – Costa Rica

Plataforma de la Clase Trabajadora

PST-Honduras