COMPARTILHAR

O sucedido nos últimos dias deve terminar de tirar a venda dos olhos dos que ainda eram céticos sobre se JOH estava ligado ao narcotráfico. O que desde o PST viemos sinalizando há anos é agora um fato óbvio: o regime de JOH é uma aberta narcoditadura que se sustenta sobre os massacres, a repressão e o encarceramento; sobre os ombros do imperialismo gringo, de Trump e o Fundo Monetário Internacional; sobre compadrio com narcotraficantes e o alto comando militar e policial, sobre acordos com corruptos e oportunistas de todos os partidos políticos.

Por PST-Honduras

Esta obviedade é agora inquestionável para amigos e desconhecidos. O regime titubeia, e a classe trabalhadora deve dar o último empurrão para que caia.

Para que caia, não devemos esperar a resolução das cortes gringas, pois sabemos que Trump e seu governo são um de seus principais sustentáculos. Eles não derrubarão o governo que tanto protegeram.

A tarefa de tirar JOH reside nas mãos da classe trabalhadora e suas organizações que viemos derrubar com uma Paralisação Nacional em 30 e 31 de Maio, os PCM contra a saúde e a educação. Demonstrando assim que neste momento o caminho deve ser o da luta, a mobilização e a insurreição operária e popular. Todos os bairros, colônias, aldeias, casarios, municípios e departamentos devemos exigir em uníssono a saída desta ditadura.

Este não é o momento para esperar mais um pouco. Não é o momento de falsas esperanças em eleições que sucederão em dois anos e que não prometem nada. Não é o momento de esperar que o Congresso Nacional faça um Julgamento Político de JOH. Não.

É o momento de lutar, mobilizar-se e organizarmo-nos. Devemos repetir a experiencia de Maio, mas envolvendo todos os setores de trabalhadores que somos pela imediata queda de JOH, e fazer retroceder todas suas nefastas medidas. É o momento que a Plataforma em defesa da saúde e educação, a Convergência Contra o Continuismo, a Mesa de Indignação de El Progreso, os moradores de Choluteca e Guapinol, o movimento de mulheres e estudantil, e todos aqueles setores que tem estado à frente da luta convoquem um Grande Encontro Nacional de Lutadores e Lutadoras que convoque uma grande Paralisação Nacional Indefinida pela queda da narcoditadura de JOH e suas medidas neoliberais.

Leia também:  Honduras | Precisamos de uma insurreição nacional e uma greve geral que destrua a narcoditadura de JOH

Mobilizemo-nos desde já, e somemos em um só espaço amplo e democrático todos aqueles setores de trabalhadores que se unam aos protestos.

Fora JOH! Não mais governos do FMI!
Fora o imperialismo e suas medidas neoliberais!
Liberdade aos presos por lutar!
Mobilização, luta e organização!

Tradução: Lilian Enck