COMPARTILHAR

Participe no I Acampamento da Juventude do PT. 

A situação para os jovens não é animadora, com índices de desemprego muito altos, pouco acesso à educação e nenhuma promessa de emprego. O sonho de uma vida digna é cada vez mais inatingível.

Por: PT-Costa Rica

Milhares de pessoas são excluídas do sistema educacional por razões socioeconômicas e pelas responsabilidades de cuidados, especialmente mulheres. As opções de trabalho são limitadas: estilo informal Uber ou vendedores ambulantes, precários em serviços e comércio, superexplorados na área rural e na construção civil.

Fora do Vale Central, como nas áreas costeiras, é ainda pior. O desemprego é maior que a média do país, menores níveis de educação e maior pobreza.

A causa real

O problema é que tudo é controlado pelos capitalistas, que decidem o que é produzido e quem tem um emprego. Assim como eles decidem o orçamento do Estado e até mesmo as leis, porque os políticos estão encarregados de representar seus interesses.

Os partidos tradicionais mostraram que não podem garantir uma vida melhor, já que suas políticas acabam cortando mais nossas oportunidades. O PAC no governo, por exemplo, não garante 8% do PIB para a educação, como prometeram há mais de 10 anos.

Enquanto a educação e a saúde estão sendo despojadas de seu dinheiro, quase metade do orçamento nacional vai para pagar a dívida pública e os impostos são perdoados para grandes empresas e políticos corruptos.

Se deixasse de pagar a dívida e cobrasse os devedores de impostos, se poderia financiar até 2 vezes mais a educação pública, assim como investir em obras para gerar empregos: casas baratas, escolas, hospitais. Se toda a terra plantada com abacaxi estivesse em mãos de camponeses, poderíamos produzir o que comemos e mais, ninguém precisaria passar fome.

Leia também:  Organizar um encontro nacional dos setores em luta contra Alvarado e todos os ataques

A juventude deve lutar

No ano passado, vimos a maior greve da história do país. Serviu para expressar o descontentamento de anos e lutar contra uma lei que nos empobrecerá ainda mais. Jovens membros de organizações sindicais, assim como elementos isolados do movimento estudantil, estavam entre as centenas de milhares que se manifestaram, mas não havia grandes movimentos organizados de jovens lutando contra o pacote fiscal e com suas próprias consignas.

Isso, ao contrário da tendência mundial, em que os jovens lideram os movimentos de resistência, conquistando vitórias importantes em termos de melhorias em sua qualidade de vida. Esse é o exemplo dos coletes amarelos na França, os estudantes universitários que lutaram contra Ortega ou as jovens mulheres que lutam na Argentina para reivindicar aborto livre e gratuito.

Os jovens não precisam apenas lutar, precisamos fazê-lo com um programa revolucionário que arranque o poder dos capitalistas que decidem tudo para seus próprios interesses e que nos privam de um futuro digno. Nós do Partido dos Trabalhadores chamamos os jovens a se organizarem conosco sob um programa socialista, para que sejamos os trabalhadores e jovens da classe operária que organizem a sociedade com base em nossas principais necessidades.

Venha ao nosso acampamento

Fazemos um chamado a todos os jovens que participaram das lutas recentes, contra o pacote fiscal, em defesa do orçamento das universidades, em greves do setor privado. Nosso programa deve ser construído a partir da experiência das lutas e queremos incorporar as ideias de muitos e muitos jovens combatentes.

Nos dias 16 e 17 de março, realizaremos o nosso I Acampamento da Juventude, com a tarefa de começar a nos organizar sob um programa revolucionário.

Leia também:  Congresso da UNE e a luta contra os ataques de Bolsonaro

Queremos compartilhar um espaço recreativo e de convivência entre os jovens, onde também possamos ter discussão sobre a realidade que vivemos no país e no mundo, onde discutiremos as saídas socialistas para os problemas que enfrentamos e a urgente tarefa de construir um partido revolucionário para ir à luta.