COMPARTILHAR

Nesta campanha há um dos nossos que não poderá acompanhar-nos como sempre fez. Trata-se de Sebastián Romero, “o operário do morteiro” que ficou conhecido por ser parte dos milhares e milhares que nos defendemos da brutal repressão policial naquele 18 de dezembro de 2017, e nos levantamos para impedir que as aposentadorias fossem roubadas nesse covil de bandidos que é o Congresso da Nação. Antes foi referencia de seu bairro, um amigo e companheiro de ferro, que foi eleito delegado pelos seus companheiros da General Motors de Rosario, encabeçando a luta contra as demissões da patronal e a cumplicidade do SMATA junto a Germán Tonero.

Por PSTU-Argentina

Naquele 18 de dezembro Sebastián não acatou as ordens das conduções sindicais que só foram cumprir e junto aos milhares de trabalhadores “fiz o que tinha que fazer e estive onde tinha que estar”. Puderam aprovar a Reforma da Previdência, mas a partir daí Macri começou seu desastre e não puderam fazer passar a Reforma Trabalhista.

Macri, Bullrich, a mídia e esta justiça corrupta e servil das patronais não o perdoaram. Imediatamente começaram a persegui-lo, para que seu exemplo de luta intransigente não crescesse.

Sem prova alguma, é uma aberração jurídica que já é um escândalo a nível internacional, ele está sendo acusado na mesma causa armada pela qual prenderam nosso companheiro Daniel Ruiz há mais de um ano, e pela qual processaram Cesar Arakaki e Dimas Ponce. São perseguidos e presos políticos deste regime corrupto que defende os lucros das empresas antes da vida.

Sebastián e Daniel são operários, socialistas e revolucionários comprometidos. São dirigentes do PSTU e da Liga Internacional dos Trabalhadores. São um orgulho para a classe trabalhadora em todo o mundo. E nesta campanha, eles serão nossa bandeira.

Leia também:  Argentina | A armadilha do pacto social

NÃO VOTEM EM  EMPRESÁRIOS NEM EM CORRUPTOS.

NÃO VOTEM A FAVOR DO FMI

VOTEM NA FRENTE DE ESQUERDA E DOS TRABALHADORES – UNIDADE

APOIEM OS CANDIDATOS DO PSTU NAS LISTAS DA FIT-U

Tradução: Lilian Enck.