COMPARTILHAR

«O PTS oferecerá o seu lugar para Daniel Ruiz ser candidato a deputado do FIT por Chubut»

Por: PSTU-Argentina

Avanzada Socialista – AS: Como vem a campanha da Frente de Esquerda dos Trabalhadores – FIT ante o anúncio da candidatura Fernández-Fernández?

Christian Castillo: O anúncio da chapa entre Alberto Fernández e Cristina é para dar um sinal ao FMI, ao capital financeiro e à grande burguesia nacional de que o peronismo administrará a crise sem tocar nos interesses dos capitalistas. É tentar levar à presidência nacional um político sem votos próprios nem peso territorial até o momento, que passou do duhaldismo ao cavallismo e daí ao kircherismo, ao massismo e ao randazzismo, para voltar agora com Cristina e seu entendimento com a maioria dos governadores e o Partido Justicialista – PJ, que votaram todas as leis de Macri.

Diante de Cambiemos, do acordo entre o Kirchnerismo e o PJ e os candidatos da Alternativa Federal, será a fórmula entre Nicolás Del Caño e Romina Del Plá, e o conjunto das candidaturas da FIT, que estamos chamando para ampliar com outras forças de esquerda, é a única que expressará os interesses dos trabalhadores diante de uma crise muito profunda, na qual o pior ainda está por vir. Sob o domínio do FMI, é necessário pagar cerca de US $ 160.000 milhões nos próximos quatro anos, US $ 40.000 por ano em média. Para ver a magnitude dessa cifra, digamos que o superávit comercial máximo argentino chegaria a US $ 10.000 milhões anualmente.

Cada argentino deve pagar o equivalente a quatro aposentadorias mínimas por ano, de uma dívida da qual ele não viu um peso, e que foi para encher os bolsos de especuladores e daqueles que realizam a fuga de capitais. É por isso que a nossa proposta é romper com o FMI e que a crise seja paga pelos capitalistas. Utilizaremos a campanha eleitoral para disputar a consciência política dos trabalhadores e nos preparar para as lutas que temos pela frente.

Leia também:  Argentina | É preciso uma revolução operária e socialista

AS: Nicolás del Caño informou a Daniel Ruiz durante sua visita à prisão de Marcos Paz, a decisão do PTS de oferecer seu lugar nas candidaturas a deputado nacional de Chubut. Qual é a razão para essa atitude?

Christian Castillo: De fato, essa será nossa posição dentro da FIT. Daniel é um preso não só de toda a esquerda, mas de toda a classe operária. Nós, do PTS estivemos desde o início na luta para tirá-lo da cadeia. Com sua prisão, eles tentam disciplinar todos aqueles que lutam. Simboliza o ataque à luta mais significativa que ocorreu no governo macrista, a mobilização de 14 e 18 de dezembro contra o saque dos aposentados. Todos nós que o visitamos já vimos a integridade com a qual Daniel enfrenta a situação. Acreditamos que sua candidatura pode ser uma ajuda para a luta pela sua liberdade.

Tradução: Lena Souza