COMPARTILHAR

Contra a LUC e pela liberdade do operario Sebastián Romero

Uma grande greve geral parcial e uma grande concentração realizada nas imediações do Palácio Legislativo. A convocatória Contra a Lei de Urgente Consideração (LUC), lei promovida pelo governo de direita de Lacalle Pou e pela coligação Multicolor, levou milhares à rua para protestar face às dezenas de milhares de despedimentos, à perda de salário, com uma inflação que ultrapassa os 11%, e a 200 mil trabalhadores no seguro desemprego.

Por: IST-Uruguai

Nesse contexto, a Esquerda Socialista dos Trabalhadores (IST) continua desenvolvendo, de forma unitária, uma campanha pela liberdade do operário argentino e militante do PSTU, Sebastián Romero, que se encontra preso de maneira totalmente injusta na penitenciária de Libertad.

Greve Geral: apoio e solidariedade a Sebastián

Recebemos a solidariedade da organização de direitos humanos Crysol, que está organizando uma visita à prisão para dar o seu apoio ao preso político Sebastián. Irma Leites, que faz parte da Plenária Memória e Justiça, exprimiu a sua solidariedade, bem como companheiras do sindicados de trabalhadores municipais de ADEOM Montevideo, operários e membros do Comité de Base do Frigorífico Canelones (F.C.) e trabalhadores de AUTE Canelones que, juntamente com F.C., organizam panela popular. Chegou também o apoio da União de Operários Curtidores (UOC) e dos trabalhadores terceirizados da OSE (Obras Sanitárias do Estado), que estiveram presentes no evento do PIT-CNT (Central Única de Trabalhadores do Uruguai), erguendo as bandeiras pela liberdade de Sebastián.

Também recebemos a solidariedade de Gustavo López, ex-candidato a vice-presidente pela Unidade Popular (PP), de Rafael Fernández e Andrea Revuelta, ex-candidatos a presidente e vice-presidente, respetivamente, pelo Partido dos Trabalhadores do Uruguai (PT), que nos acompanharam com os seus militantes, que se destacaram com a sua presença.

Leia também:  Participe da campanha pela liberdade imediata de Sebastián Romero

Agradecemos também aos companheiros de LA Senda, às companheiras e companheiros do 26 de Março, a vários ex-presos políticos, à Corrente de Trabalhadores Socialistas (CTS), que se fez representar por Damián Recoba, e ao Esquerda Diário. Fizeram-nos também chegar solidariedade da Resistência Operário-Estudantil (ROE).

Pedimos desculpas, mas continuaremos publicando a lista completa, incluindo as dezenas de organizações da Argentina, do Brasil, do Chile e de vários países do mundo.