COMPARTILHAR

Sebastián é um preso político, o que é inadmissível em uma sociedade que pretende ser democrática. O governo do Uruguai, presidido por Luis Lacalle Pou, deve enviar imediatamente Sebastián ao seu país e permitir a comunicação imediata com sua família. E em seu país ele deve ser imediatamente libertado pelo governo de Alberto Fernández e pela  justiça argentino.

O PSTU argentino, a LIT-QI e a família de Sebastián, chama todas as organizações a se manifestarem em solidariedade e pela liberdade de Sebastián.

Leia a declaração do PSTU da Argentina: https://bityli.com/kigSs

Envie pronunciamentos para o e-mail: libertadasebastianromero@gmail.com