Comunicado de imprensa

Cidade Autônoma de Buenos Aires

Na sexta-feira, 12 de junho, vamos ao Ministério das Relações Exteriores da Argentina para solicitar rapidez na extradição de Sebastián Romero.

Em 30 de maio, Sebastián Romero foi preso na República Oriental do Uruguai.

As acusações e o processo judicial foram o resultado da mobilização popular contra a reforma previdenciária promovida pelo governo de Cambiemos em dezembro de 2017. A partir desse dia, se desenvolveu uma perseguição sem precedentes contra Sebastián Romero e outros trabalhadores.

Antes da prisão, o Tribunal Federal de Instrução nº 12, com a assinatura do juiz Rodolfo Canicoba Corral, assinou o pedido de mandado de extradição de Sebastián, enquadrado na lei 25304. Da mesma forma, o tribunal de instrução criminal nº 32 de Montevidéu, Uruguai fez uma solicitação semelhante.

Por isso que apresentaremos no ministério de Relações Exteriores da Argentina na Plaza San Martín (Esmeralda 1212, Retiro, CABA) às 11 horas da manhã para que, ante os pedidos judiciais, as assinaturas de organizações e personalidades, as autoridades dessa instituição aceleram o retorno ao país de Sebastián Romero.

Informamos também que petições por sua liberdade serão entregues a diferentes consulados e embaixadas de diferentes países.

Solicitamos para que dirigentes de direitos humanos, de organizações e personalidades se juntem a nós nesta sexta-feira, 12 de junho no Ministério de Relações Exteriores, a partir das 11 horas.

LIBERDADE PARA SEBASTIÁN ROMERO!

LIBERDADE PARA OS PRESOS POLÍTICOS!

PSTU-A

Familiares de Sebastián Romero

LIT-QI