A família operária sofre as consequências da crise, os grandes empresários ganham fortunas e a justiça se mantém preso a nosso companheiro.

Por: Daniel Ruiz, preso por lutar contra a reforma da previdenciária de Macri

A solidariedade e o apoio a Sebastián crescem diariamente e, apesar das dificuldades econômicas, os trabalhadores se esforçam para colaborar.

Isso mostra o caráter solidário e efetivo de nossa classe, organizações se unem e se comprometem em um nítido exemplo da identidade de trabalhadores e lutadores.

Justiça a serviço dos ricos

Na segunda-feira 13, foi realizada a audiência virtual de apelação à rejeição do pedido de liberação que Canicoba Corral determinou. Muitos enviaram suas adesões ao e-mail da sala 2 da Câmara Federal, presidida pelo juiz Martín Irurzun. Até o momento de fechar esta edição não foi expedido. Os prazos legais são rápidos quando querem e lentos se eles precisam, o que é estranho em um caso que já está sob investigação há trinta meses.

Só precisam resolver se Sebastián, com as acusações que são excarceráveis, permanece preso ou livre até o julgamento.

O juiz que se aposenta e embarga

Rodolfo Canicoba Corral apresentou sua aposentadoria, ele completa 75 anos, mas nada disso o impediu de reafirmar seu compromisso com a classe poderosa e os governantes deste país.

Sem tremer o pulso, assinou em 14 de julho a manutenção de Sebastián em prisão preventiva e um embargo de 600 mil pesos, ele quer sair com honras cumprindo o conceito de justiça em nosso país.

No caso dos empresários e funcionários o último recurso é coloca-los em uma cela, no caso dos lutadores são prisioneiros desde o primeiro dia.

Vamos libertar Sebastián com a mobilização

Não há confiança nenhuma nesta Justiça, já foi demonstrado na armação da acusação. Somente nas ruas podemos exercer pressão pela liberdade dos presos políticos. Ações foram realizadas em vários países, como Paraguai, Costa Rica, Espanha ou Brasil.

Devemos impulsionar todo tipo de expressão pela liberdade de Sebastián e ajudar a arrecadar fundos para que esta campanha seja possível, para cobrir despesas com cartazes, grafites, custos judiciais etc.

A importância de juntar todas as reivindicações em uma luta unificada

A luta por Sebastián não é estranha às lutas em andamento, porque a ganância patronal significa que os/as trabalhadores/as devem tomar medidas de ação direta, sejam eles piquetes, manifestações, ocupação de fábricas, supermercados ou frigoríficos.

A justiça e as forças de segurança estão a serviço dos poderosos, portanto contra nós, é por isso que cada luta deve se unir pela liberdade dos lutadores, porque é em legítima defesa, para que nenhuma luta popular seja judicializada.

Sebastián resiste e confia que a luta o libertará. Força e não descansaremos até vermos Sebastián Romero livre.

Tradulão: Lena Souza