COMPARTILHAR

Daniel Ruiz é um lutador em defesa das reivindicações dos trabalhadores e por isso um preso político na Argentina. Daniel Oscar Ruiz é petroleiro, membro do Conselho de Administração da União Petrolífera de Chubut, que vive em Comodoro Rivadavia, Chubut, tem uma filha sob sua responsabilidade e foi acusado criminalmente e preso por participar dos atos de protesto contra a Reforma da Previdência do governo Macri, em 18 de dezembro de 2017.

Por: CSP Conlutas

O governo Macri alinhado com pagamento das dívidas ao FMI busca aplicar medidas neoliberais que rebaixam cada vez mais o nível de vida da população. A adoção de ajustes fiscais e reformas, combinadas com arbitrariedade e perseguição aos lutadores têm sido a marca principal do governo Macri. O país vive intensa instabilidade política e econômica e efervescência nas mobilizações sindicais e populares.

A alta do dólar combinada com sucessivas desvalorizações do peso tem feito o governo aumentar desenfreadamente as taxas de juros e, para tranquilizar o mercado e o capital imperialista, recorrido ao FMI com empréstimos absurdos que aumentam a dependência da Argentina. Essa política entreguista do governo tem causado aprofundamento sério na economia e a crise tem atingindo, sobretudo, os mais pobres.

Na Argentina os trabalhadores e juventude protagonizam importantes lutas contra o governo Macri com greves e manifestações. Houve importantes respostas dos trabalhadores, com destaque as manifestações de massa contra a reforma da previdência, a luta pelo direito ao aborto e contra a realização da reunião do G20, da qual Daniel teve participação destacada.

O governo também tenta frear o movimento a partir da repressão. Processos judiciais e perseguição a ativistas como Sebastian Romero e a prisão de Daniel Ruiz são expressão desta política. Em 18 de dezembro, houve uma massiva manifestação contra a reforma da previdência e a resposta repressiva de Macri foi brutal contra os manifestantes, milhares, se defenderam com o que tinham em mãos.

Um ícone desse momento é a imagem de Sebastián Romero, parceiro de militância de Daniel Ruiz, defendendo-se com um fogo de artifício amarrado a um ramo, que foi rapidamente demonizado pelo governo de Mauricio Macri que iniciou uma implacável perseguição contra ele até os dias de hoje. Em 12 de setembro de 2019 se completará um ano da perversa detenção política do petroleiro argentino Daniel Ruiz.

Leia também:  El Salvador | #12S Liberdade imediata para Daniel Ruiz

Neste dia estão programados atos e mobilizações na Argentina e nas embaixadas do mundo todo! Sua prisão é denunciada pelos movimentos sociais como injusta e ilegal, em meio a tantas outras que o governo de Mauricio Macri realiza contra lutadores e militantes na Argentina, assim como as absurdas perseguições políticas, como ocorre com o ativista Sebastian Romero, a quem Daniel Ruiz também apoiou em diversas campanhas de solidariedade.

Apesar de todas contestações, e de inúmeros apoios institucionais formalizados e encaminhados à Justiça, o Tribunal Penal decidiu manter Daniel Ruiz em prisão preventiva, acusado de intimidação pública e atentado a autoridade. Na verdade, a acusação se dá por ele ter participado de manifestações.

A decisão de mantê-lo detido, sob a presunção de inocência, demonstra que se trata claramente uma decisão política, sem justificativa legal. Todos os recursos apresentados pela defesa tem sido rechaçados.

Diante disso, Daniel Ruiz começou uma greve de fome neste dia 10/09 para exigir uma urgente reunião entre o Tribunal, a Defesa e o Ministério Público para discutir sua situação e a marcação de seu julgamento. Esta é a reação de resistência, em protesto, de nosso camarada Daniel.

Hoje, 12/09, a defesa de Daniel Ruiz, juntamente com advogados internacionais, foi recebida pelo TOF 3 e pela Procuradoria Geral da República número 4, que se comprometeram a formalizar a data do julgamento nos próximos dias. Diante dessa situação, em que a exigência de marcação de julgamento foi cumprida, Daniel Ruiz suspende a greve de fome.

Exigimos que nenhuma retaliação seja tomada pela medida tomada. Tomaremos as ruas pela liberdade imediata de Daniel Ruiz!

Hoje mais que nunca temos que cercar de solidariedade Daniel. Todos ao ato de 12 de setembro!

Liberdade já para Daniel!

Nossa solidariedade seguirá sendo construída. A CSP-Conlutas acompanha de perto a situação do camarada, e mantém campanha ativa de apoio e de luta contra as perseguições de Macri.

Assim fazemos um chamado a todas as organizações de nossa central a se somarem aos atos que irão ocorrer nas embaixadas e consulados de nosso país no dia 12 de setembro.

Leia também:  Brasil | LGBTfobia em série!

– Liberdade imediata de Daniel Ruiz e o fim da perseguição a Sebastian Romero!

– Pelo fim da perseguição e criminalização dos lutadores!

– Em defesa dos direitos democráticos e apoio as campanhas de solidariedade a ativistas e militantes vítimas de perseguição e repressão do Estado e de patrões.

Assinam:

  1. CSP-CONLUTAS – CENTRAL SINDICAL E POPULAR
  2. SINDICATO DOS METALÚRGICOS DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS E REGIÃO/SP
  3. SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL NO ESTADO DE SÃO PAULO
  4. SINDICATO DOS TRABALHADORES NO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL NO ESTADO DE SÃO PAULO
  5. SINDICATO DOS TRAB. NA EMPRESA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DO VALE DO PARAIBA/SP 6. SINDICATO DOS TRABALHADORES DA IND. DA CONSTRUÇÃO CIVIL DA REG. METROP. DE FORTALEZA
  6. SINDICATO DOS TRABALHADORES EM TRANSPORTE RODOVIÁRIO DO CEARÁ
  7. SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE JUAZEIRO DO NORTE/CE
  8. SINDICATO DOS TRABALHADORES NA INDÚSTRIA DE CONFECÇÃO FEMININA DE FORTALEZA/CE
  9. SINDICATO DOS ODONTOLOGISTAS DO ESTADO DO CEARÁ
  10. SINDICATO DOS SERVIDORES DO PODER JUDICIÁRIO FEDERAL DO ESTADO DE MATO GROSSO
  11. SINDICATO DOS COMERCIÁRIOS DE NOVA IGUAÇU/RJ
  12. SINDICATO DOS TRAB. NO SERVIÇO PÚBLICO MUNICIPAL DE LIMOEIRO DO NORTE-CE
  13. SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE JAGUARUANA-CE
  14. SINDICATO DOS SERVIDORES DO PODER JUDICIÁRIO FEDERAL EM ALAGOAS
  15. SINDICATO DOS TRAB NAS EMPRESAS DE TRANSP. RODOV DE PASSAG. INTERMUN. EST. CE 17. SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL E MPU NO MARANHAO
  16. SINDICATO DOS TRAB. NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO E DO MOBILIARIO DE BELEM-PA 19. SINDICATO SERVIDORES DA SAÚDE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE
  17. SINDICATO DOS AGENTES MUNICIPAIS DE TRÂNSITO DA REGIÃO DO CARIRI/CE
  18. SINDICATO MUNICIPAL DOS PROFISSIONAIS DE ENSINO DA REDE OFICIAL DO RECIFE/PE 22. SINDICATO DOS TRAB. DA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL/RJ
  19. SINDICATO DOS MUNICIPÁRIOS DE STA BARBARA DO SUL/RS
  20. SINDICATO DOS TRAB. DO REFLORESTAMENTO, CARVOAMENTO E BENEFIC. DE MADEIRA/BA
  21. SINDICATO DOS TRAB. EM PROCESSAMENTO DE DADOS NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
  22. SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMERCIO DE PASSO FUNDO/RS
  23. SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMERCIO DE SANTA CRUZ DO SUL
  24. SINDICATO DOS TRAB. NAS IND. DE CIMENTO, CAL, GESSO E CERÂMICA DO MUNIC. DE ARACAJÚ/SE
  25. SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS URBANAS DO ESTADO DE GOIÁS
  26. SINDICATO DOS TRAB. NOS TRANSPORTES COLETIVOS DE GOIÂNIA E REGIÃO METROPOLITANA/GO
  27. SINDICATO DOS EMPREGADOS DA PREFEITURA MUNICIPAL DE PASSOS DE MINAS/MG
  28. SINDICATO DOS SERVIDORES PUBLICOS MUNICIPAIS DE FORTALEZA DE MINAS/MG
  29. SINDICATO DOS TRABALHADORES NO TRANSPORTE ALTERNATIVO – GO
  30. SINDICATO DOS TRABALHADORES EM SERVIÇOS DE SAÚDE DE FORMIGA/MG
  31. SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE ESPLANADA/BA
  32. SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE ENTRE RIOS/BA
  33. SINDICATO DOS PETROLEIROS DE SERGIPE E ALAGOAS
  34. FEDERAÇÃO SINDICAL E DEMOC. DOS TRAB. NAS IND. METALÚRGICAS DE MINAS GERAIS 39. SINDICATO DOS CERAMISTAS DE MONTE CARMELO/MG
  35. SINDICATO DOS METALÚRGICOS DE PIRAPORA/MG
  36. SINDICATO DOS METALÚRGICOS DE ITAJUBÁ E REGIÃO/MG
  37. SINDICATO DOS METALÚRGICOS DE OURO PRETO/MG
  38. SINDICATO DOS METALÚRGICOS DE ITAÚNA/MG
  39. SINDICATO DOS METALÚRGICOS DE DIVINÓPOLIS/MG
  40. SINDICATO DOS METALÚRGICOS DE TRÊS MARIAS/MG
  41. SINDICATO DOS METALÚRGICOS DE GOVERNADOR VALADARES/MG
  42. SINDICATO DOS METALÚRGICOS DE VÁRZEA DA PALMA/MG
  43. SIND. PROF ENFERM E EMPREG EM HOSP, C. DE SAÚDE, DUCH. E MASSAG. DE DIVINÓPOLIS/MG
  44. SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE DE BH E REGIÃO/MG 50. SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE DE ITAJUBÁ E REGIÃO/MG
  45. SINDICATO METABASE DOS INCONFIDENTES/MG
  46. SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO DE DIVINÓPOLIS/MG
  47. SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DE MONTE CARMELO/MG
  48. SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DE BETIM/MG
  49. SINDICATO DOS TRAB EMPRESAS DE ASSESSOR, PESQ, PERÍCIAS E INFORM. – SINTAPPI-MG 56. SINDICATO DOS TRAB; EM EDUCAÇÃO DA REDE PÚBLICA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE/MG
  50. ADMAP – ASSOCIAÇÃO DEMOCRÁTICA DOS APOSENTADOS E PENS. DO VALE DO PARAÍBA/SP
  51. ANEL – ASSEMBLEIA NACIONAL DE ESTUDANTES – LIVRE
  52. MOVIMENTO LUTA POPULAR
  53. MOVIMENTO NACIONAL QUILOMBO RAÇA E CLASSE