COMPARTILHAR

A partir da Colômbia, o Blog Educativo Socialista XXI – Ideias para a Ação adere à causa solidária e campanha internacional pela liberdade imediata dos presos políticos e a cessação da perseguição aos lutadores sociais da Argentina, entre suas cabeças mais visíveis: Daniel Ruiz e Sebastián Romero. Eles resistem, nós lutamos.

Por: Blog Educativo Socialista XXI

Enviamos a você, Daniel, uma saudação solidária e também a você, Sebas, onde quer que esteja. Vocês são lutadores argentinos com têmpera guerreira, trabalhadores do setor petroleiro e automotriz. Perseguidos pelo governo antidemocrático de Mauricio Macri (aliado do genocida Duque/Uribe e do ecocida Bolsonaro) e pela justiça burguesa de um estado impune com a ditadura de Videla e os milicos, enquanto dão as costas às vítimas dos desaparecidos.

Quais foram os seus “delitos” que tanto incomodaram aos meios de comunicação vendidos e os banqueiros corruptos, servis ao FMI? Protestar legalmente junto com milhares contra a lesiva reforma previdenciária e trabalhista de 17-18 de dezembro de 2017 que afetaria as famílias argentinas e defendê-los da ofensiva e repressão policial registrada nesse dia, documentada e denunciada por organismos de Direitos Humanos!

A história os absolverá e serão livres. De fato, a primeira derrota eleitoral do macrismo é sintomática e Daniel foi candidato provincial de Chubut pela Frente de Esquerda e dos Trabalhadores (FIT). Este governo tem que sair já via mobilização social como em 2001 fez o povo argentino com De La Rúa.

Passaram-se meses e neste 12 de setembro completa um ano da sua detenção injusta e ilegal na penitenciária de Marco Paz, Daniel, assim como seu exílio forçado, Sebas.

Escrevemos para dar-lhes alento e dizer-lhes que o “gordo mortero” e o “perro ruiz” são um exemplo vivo para toda a juventude rebelde e para os trabalhadores combativos da Argentina, América Latina e, por que não?, do mundo. São a encarnação viva do lema «ideias para a ação», nesta vida há que movimentar-se e lutar, ser passivo é morrer, «quem não se movimenta, não sente as correntes», disse Rosa Luxemburgo.

Leia também:  Argentina | De qual unidade e coordenação precisamos?

Não por acaso vocês são ativistas do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado – Argentina (PSTU-A) e a Liga Internacional dos Trabalhadores – Quarta Internacional (LIT-QI).

Para enfrentar a colossal crise civilizatória capitalista e seu colapso [1], precisaremos de milhares e milhões de lutadores como vocês. Hoje o horizonte de lutas e gravidade dos problemas, nos impõe desafios enormes. Em Chubut, lugar de origem de Daniel e micro radiografia do país, desenvolvem-se protestos (docentes, petroleiros e barriais, estatais) contra o governo do ajuste e da burocracia sindical, entreguista e de visão estreita .

Ante a crise social, energética [2] e climática, dos planos de ajuste e os combustíveis fósseis, que põem em risco a vida humana e operária, a luta pela renda petroleira e os postos de trabalho automotrizes já não são só pela estabilidade do trabalho e contra as demissões, o aumento de salários e a aposentadoria digna, a nacionalização sob controle operário de nossos recursos contra o saque imperialista e oligárquico nacional.

Também é para que um governo socialista exproprie e desmantele as forças destrutivas poluentes da General Motors e a Shell/Chevron/YFP, inicie uma indústria de energias renováveis e plano de obras públicas e serviços sociais, com economia energética e contração, diminuição da jornada de trabalho pela metade e uma planificação sustentável de toda a vida social.

Tem que mudar desde a raiz. Tem que tomar o poder estatal em mãos trabalhadoras, de pessoas como vocês. A classe operária deve rebelar-se e arrebatar o poder político e econômico dos ricos, por uma nova sociedade e conquistar a Segunda Independência, sob pena de a civilização perecer. Revolução socialista ou extinção.

Neste 20 e 27 de setembro será Greve Mundial da juventude e alguns sindicatos contra a Crise Climática e Social dos empresários e seu sistema capitalista depredador que está nos afetando e matando [3].

Leia também:  Macri decreta que a vida de um trabalhador vale menos

Sabemos que quando estiverem livres, Daniel e Sebas, serão a vanguarda dessa luta central e outras lutas justas (pelos líderes sociais assassinados na Colômbia [4], as mulheres, os presos políticos, contra as guerras imperialistas…). Para acabar de uma vez com este sistema podre em vias de colapsar neste século e construir um mundo novo socialista, na medida dos sonhos dos trabalhadores…

Força companheiros!

Liberdade imediata de Daniel Ruiz e dos presos políticos por lutar!

Basta de perseguir Sebas Romero e os lutadores sociais!

Fora Macri e o Fundo Monetário Internacional!

Basta de líderes sociais assassinados na Colômbia!

Saudações internacionais!

A classe operária vencerá!

BS.XXI

12 setembro 2019.

Notas:

[1] La clase trabajadora y la izquierda ante el colapso social y ecológico del capitalismo, Juana Ceballos, Web LIT-CI: https://litci.org/es/menu/ecologia/la-clase-trabajadora-la-izquierda-ante-colapso-social-ecologico-del-capitalismo/

[2] Atardece en el Día del Petróleo en Chubut, Demian Morassi, Izquierda Diariohttp://www.laizquierdadiario.com/Atardece-en-el-Dia-del-Petroleo-en-Chubut

[3] 20-27 de septiembre: semana global de lucha contra el cambio climático (Declaración LIT-CI)https://litci.org/es/menu/ecologia/20-27-setiembre-semana-global-lucha-cambio-climatico/

[4] Asesinatos a luchadores sociales: expresión sangrienta de la lucha de clases, Ivonne, PST Colombia: http://www.magazine.pstcolombia.org/2019/08/asesinatos-a-luchadores-sociales-expresion-sangrienta-de-la-lucha-de-clases/

Tradução: Lilian Enck