Os trabalhadores do cinema sindical em todo o país estão em duras negociações com a Aliança de Produtores de Cinema e Televisão (AMPTP), chefes do cinema e televisão durante meses. A liderança sindical da Associação Internacional de Empregados de Cenários Teatrais (IATSE) pediu uma autorização de greve a nível nacional para tentar forçar concessões da AMPTP: fim dos turnos de trabalho de 14 a 16 horas, fim dos prazos de entrega inferiores a 10 horas e maiores resíduos dos meios de transmissão. Os trabalhadores votaram 98% a favor de autorizar uma greve.

Reeditado do website da Red Flag Boston.

Mas a liderança sindical terminou chegando a um podre acordo provisório com os patrões que só aumentou os salários em cerca de 3%, menos que a inflação. Agora, muitos trabalhadores estão falando em rechaçar o acordo provisório, voltar à mesa de negociações e inclusive liderar greves selvagens (isto é, lideradas e organizadas pelos trabalhadores de base, não autorizados pelos seus líderes sindicais).

Um membro do IATSE de Massachusetts falou com Red Flag Boston sobre os problemas que os trabalhadores do cinema têm enfrentado desde antes da autorização de greve.

Por que os membros da IATSE lutam? Por que estas questões são importantes para vocês?

Os membros da IATSE estão lutando por períodos de descanso razoáveis dentro e fora do set, que incluem tempo para os descansos para comer durante o dia, assim como um tempo livre adequado entre os turnos de trabalho e durante o fim de semana. O cronograma de filmagem de uma produção pode ser exaustivo, e permitir que os trabalhadores tenham tempo para relaxar e passar tempo com amigos e familiares, ou simplesmente nos dar o tempo suficiente para uma boa noite de sono, é crucial para nosso bem estar geral. Também estamos lutando por aumentos sustentáveis de salários e benefícios, especialmente quando se trata de serviços de transmissão que têm escalas salariais ainda mais baixas, apesar dos seus orçamentos e rentabilidade terem disparado ao longo dos anos. Durante os últimos cinco anos trabalhei quase que exclusivamente em projetos para serviços de transmissão, fazendo o mesmo tipo de trabalho, mas me pagam menos do que se estivesse trabalhando em um longa metragem.

Como tem sido as condições de trabalho durante a COVID? Que resistência houve?

As condições de trabalho durante a COVID variam muito segundo a produção. Os testes regulares e o acesso ao EPP tem sido bons no meu trabalho, mas nem sempre se sentiu que as produções foram próximas com informação sobre casos positivos e rastreamento de contatos. A promessa de dias de trabalho mais razoáveis, programando dias de filmagem de 10 horas ao invés de 12 durante a pandemia, parece ser muito menos comum do que deveria. Muitas produções já não param para o almoço, ao invés disso fornecem comida e incentivam a equipe a fazerem como quiserem. Para aqueles que não podem se separar da filmagem, esta prática significou comer durante o trabalho e trabalhar diretamente durante um dia de 10 horas ou mais.

Como o retorno ao trabalho depois da COVID encerrar seu trabalho afetou sua disposição em votar a favor da greve?

Acredito que a AMPTP presumiu que nossos membros estariam menos dispostos a entrar em greve depois de um período tão longo de desemprego devido à COVID, mas creio que a COVID teve o efeito contrário. O estresse adicional da pandemia me fez, e acredito que muitos de nossos membros, menos disposto a aceitar práticas injustas e inseguras que durante muito tempo tem sido um lugar comum nesta indústria. Os membros de 36 locais que representam 60.000 trabalhadores votaram a favor de autorizar a greve. 89,66% dos votantes elegíveis participaram e 98,68% votaram Sim. Acredito que depois da COVID estamos mais unidos do que nunca.

Que tipo de tomada de decisões existe para os membros da IATSE de base, além da autorização de greve, para dar forma e dirigir a luta?

Nosso local teve uma reunião virtual a cada semana durante o último mês e meio. Em sua maioria são reuniões informativas seguidas de um longo período de discussão. Isto nos permite falar entre nós e com alguns de nossos representantes sindicais.

Como as pessoas podem apoiá-los? Há planos para piquetes?

Havia planos de fazer piquetes nas localidades de todos os projetos atualmente em produção, embora se chegou a um acordo provisório ontem à noite e se evitou uma greve.

Qual você diria que é o estado de ânimo geral entre os membros da IATSE de Massachusetts?

O estado de ânimo geral de nossos membros parece ser de esperança e solidariedade. Não estávamos ansiosos por ficar sem pagamento, mas estávamos dispostos a fazer o que fosse necessário para nos assegurar um futuro melhor.