COMPARTILHAR

 

No momento em que o mundo vive os terrores de uma pandemia e todas as atenções se voltam para tentar preservar a vida da população, alguns problemas históricos seguem fazendo vítimas. A medida de isolamento social e quarentena tem colocado diversas mulheres e crianças em exposição as agressões e estupros.

Na China os números de casos de violência subiram exponencialmente e no RJ já se aponta o aumento de 50% nas denúncias do plantão jurídico. Não podemos permitir que as mulheres e crianças sejam mais uma vez penalizadas pelas mazelas do capitalismo e pela naturalização do machismo.

Por isso, nós do MML estamos convocando a população que está em quarentena a fazer parte do combate a violência machista! Vamos apitar, fazer barulho e chamar as autoridades responsáveis a qualquer sinal de agressão ou abuso sexual!