Segue abaixo a declaração do Alto Conselho Militar Revolucionário de Damasco, que integra o Exército Livre da Síria, sobre o recente ataque de Israel à Síria. Sob o comando do Alto Conselho encontram-se cinco conselhos militares regionais da cidade e periferia de Damasco. Muitos destes batalhões incluem integrantes das diferentes religiões do país. Seu programa consiste na derrubada militar do regime de Bashar Al Assad e a defesa de um estado plural que respeite as minorias étnicas e o direito de culto das comunidades.

Declaração do Alto Conselho Militar Revolucionário
 
Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso,

Nos, do Alto Conselho Militar Revolucionário de Damasco, queremos enfatizar que nossa luta contra o regime Assad jamais nos fará esquecer de nosso primeiro inimigo; Israel. Enfatizamos por meio deste comunicado nossos sólidos princípios patrióticos: Consideramos Israel um invasor, um inimigo que não respeita as Convenções Internacionais.

À luz de tal interpretação, inequivocamente condenamos a recente agressão israelense ao território sírio, e a consideramos uma violação da soberania de nosso país. Após a restauração de um exército patriótico, possível apenas após a derrubada das gangues da família Assad, responderemos a Israel em atos, e não em palavras, como Assad se acostumou a fazer.

Queremos também apresentar nossas condolências aos honoráveis cidadãos mortos na recente agressão israelense, em particular aos mortos que não possuem o sangue do povo sírio em suas mãos e não foram capazes de desertar do exército do regime de Assad.

Longa vida à Síria Livre e Orgulhosa!

 
Comandante do Alto Conselho Militar Revolucionário de Damasco

Coronel Abu al-Wafa