Lit-QI e Partidos

Aonde vai a Venezuela?

A crise política venezuelana divide águas em toda a esquerda latino-americana e mundial. A maior parte da esquerda reformista se alinhou com o governo...

Mulheres: O fracasso das “políticas de identidade”

O Partido Democrata não protegeu nem ampliou os direitos das mulheres. Trump planeja destruí-los. Por: Florence Oppen Depois de oito anos de governo do Partido Democrata...

“Há um imenso espaço para uma ação política de massas da classe trabalhadora”

Meu nome é Erek Slater. Sou motorista de ônibus de Chicago há dez anos. Meus companheiros elegeram-me como seu delegado sindical e membro do...

A situação dos imigrantes nos Estados Unidos

A tormenta da repressão contra os imigrantes foi a política que mais teve continuidade em cada uma das administrações que chegaram ao governo dos...

A reação democrática: da síndrome do Vietnã à síndrome do Iraque

Em 1975, os Estados Unidos sofreram uma dura derrota militar na guerra do Vietnã (a primeira em sua história). Esta derrota limitou a capacidade...

Nosso repúdio ao atentado selvagem no Manchester Arena

A LIT-QI repudia da maneira mais enérgica o brutal atentado no Manchester Arena, especialmente repugnante por ser dirigido contra uma massa de adolescentes, incluindo...

Um debate sobre o internacionalismo: “Se é trotskista, ou está em uma Internacional ou desaparece”

O centenário da Revolução Russa é sem dúvida um terreno propício para aprofundar uma série de debates estratégicos. Nesse texto abordaremos um ponto central...

Declaração da LIT-QI sobre a resolução do MAIS, datada de 14/02/2017

1- A direção do MAIS nos enviou uma resolução na qual declara que “existe uma ruptura de fato entre o MAIS e a LIT-QI”....

Saiu a Revista Correio Internacional 17

Acaba de sair em português e espanhol a 17ª edição da revista Correio Internacional, dedicada aos 100 anos da Revolução Russa. Em breve, também...

Declaração da LIT-QI sobre o segundo turno das eleições presidenciais francesas

"Nem pátria (Le Pen), nem patrão (Macron)" O ex-banqueiro e ex-ministro de Hollande, Macron, obteve uma vitória apertada no primeiro turno das eleições presidenciais francesas,...