Sou Sebastián Romero, membro do PSTU e da Liga Internacional dos Trabalhadores. Sou perseguido politico desde 2017 pelo ex-presidente Mauricio Macri, por participar do protesto contra a Reforma Previdenciária. Atualmente sou preso político do Governo de Alberto Fernández. O motivo desta carta é expressar minha solidariedade a Pablo Hasel e a todos aqueles que foram brutalmente reprimidos em sua defesa.

LIBERDADE DE EXPRESSÃO!

Em todo o mundo a classe trabalhadora, os pobres, os negros, as mulheres, os LGBTI e todos os oprimidos estão sendo brutalmente punidos com exploração, fome, miséria e morte.

É verdade que “eles chamam de democracia e não é.” Eles colocaram você na prisão por cantar, negando-lhe o direito à liberdade de expressão. E você está sendo perseguido pela “justiça” do Estado espanhol, que, aliás, é o país que tem mais artistas presos internacionalmente. Com você já são 14 artistas presos.

No Chile as coisas não são diferentes. Milhares de presos participaram da revolução, muitos deles constituindo a Primeira linha, tão necessária para a luta heroica do povo chileno. María Rivera, minha companheira do MIT (Movimento Internacional dos Trabalhadores), está sendo perseguida pelo Governo de Piñera e Carabineiros, por apelar às tropas dos Carabineiros para romper com a oficialidade e parar de reprimir o povo. María é uma ativista revolucionária, advogada de presos por lutar desde a revolução dos pinguins e uma incansável ativista dos direitos humanos.

Na Argentina, a situação não é diferente. Milagro Sala, Luís D’Elía e eu somos atualmente presos políticos. Eles também perseguem meu companheiro Daniel Ruiz, que foi preso por 13 meses. E agora ele está sendo julgado junto com César Arakaki do Partido Obrero, por participar da mobilização massiva contra as reformas de fome do governo Macri.

Os governos do mundo não aceitam a liberdade de expressão nem as mobilizações e reivindicações de seus povos. Esses lutam, protestam e se defendem da repressão que os próprios governos desencadeiam contra quem está cansado de sobreviver como pode. A única maneira que resta de resolver todos os males que eles criam é sair e lutar e protestar. É por isso que somos perseguidos, julgados, presos e punidos. Para deixar uma mensagem aberta aos trabalhadores e ao povo. Estão dispostos a usar a brutalidade repressiva, suas leis e governos, para continuar se beneficiando à custa da fome e da miséria que geram para os trabalhadores em todo o mundo. Uns com um discurso mais reacionário, outros com um discurso “popular”, mas todos defendendo os interesses dos patrões, dos reis, dos ricos e poderosos, mesmo em tempos de pandemia.

Mas, mesmo assim, a classe se organiza e luta.

Somos milhões de trabalhadores em todo o mundo que estão tomando fábricas, lutando por empregos, por melhores condições e salários, lutando por moradia e alimentação. As mulheres são um exemplo heroico em todo o mundo, elas se organizam por seus direitos, buscando a igualdade social. É por isso que, se houver repressão, estamos dispostos a praticar a autodefesa. Porque também deixamos uma mensagem muito aberta aos governos do mundo. Não vamos nos calar, vamos juntos lutar, organizar e protestar. Hoje o pedido de sua liberdade se junta a todas essas lutas mundiais.

É por isso que a sua prisão e a minha é a prisão de milhões de explorados no mundo e não estamos sozinhos nessa luta contra o sistema capitalista, porque a luta operária é uma só e é internacional.

ONDE HOUVER REPRESSÃO, HAVERÁ AUTODEFESA!

LIBERDADE PARA PABLO HASEL!

VIVA A LIBERDADE DE EXPRESSÃO!

LIBERDADE PARA SEBASTIÁN ROMERO E TODOS OS PRESOS POLÍTICOS!

LIBERDADE AOS PRESOS DA REVOLUÇÃO CHILENA! BASTA DE PERSEGUIÇÃO A MARIA RIVERA!

LUTAR NÃO É CRIME, É UM DIREITO E UMA NECESSIDADE DE VIDA OU MORTE NESSES DIAS!

BASTA DE PERSEGUIÇÃO E DE JULGAMENTOS FALSOS A DANIEL RUIZ E CÉSAR ARAKAKI!

VIVA A LUTA OPERÁRIA INTERNACIONAL!

SOLIDARIEDADE E APOIO PARA O FORTALECÊ-LA!

BASTA DE REPRESSÃO E IMPUNIDADE POLICIAL, JUDICIAL E GOVERNAMENTAL!

REVOGAÇÃO IMEDIATA DA LEI MORDAÇA E DE TODOS OS ARTIGOS ANTIDEMOCRÁTICOS DO CÓDIGO PENAL!

Tradução: Lena Souza