Boletim Eletrônico



Abaixo o golpe parlamentar! Fora o governo ilegítimo de Franco!

O golpe perpetrado pelo Parlamento tem claro conteúdo reacionário contra os interesses sócio-econômicos e políticos gerais do povo trabalhador, ou seja, se endurece o regime político burguês contra o movimento de massas. 

É reacionário no sentido de que inaugura uma piora das condições políticas gerais para o povo trabalhador: maior e mais fácil repressão; fortalecimento e maior impunidade para a repressão policial e judicial; maior arbitrariedade para medidas antipopulares; mais apoio para as patronais para seus negócios e para os atos contra o movimento de massas e cortes de direitos sociais e econômicos ou de conquistas jurídicas.

 
O governo de Franco parte de um inicial respaldo político de todos os partidos burgueses e todos os setores conservadores e de direita. Esse respaldo durará pouco devido ao contexto eleitoral amplamente desenvolvido que aponta para as eleições de abril de 2013.  Isso poderia relativizar a dinâmica de endurecimento do regime, mas, como todo governo de direita, ante o menor indício que volte a por em perigo a grande propriedade, sem dúvidas, aplicará com todo o rigor a repressão.
 
A tarefa central agora é enfrentar e derrotar o golpe, reposicionando as organizações do movimento de massas, retomando o caminho das lutas e a necessária independência política diante das outras organizações estranhas a nossa classe e suas lutas.
É em momentos como este que o capitalismo demonstra ao mundo toda a sua decadência, anarquia e sede de lucro insaciável, se impõe, além das lutas em defesa de nossos direitos elementares, a construção e fortalecimento de um espaço classista e de esquerda que avance para uma alternativa socialista revolucionária, como única saída de fundo à barbárie capitalista.

 
Tradução: Thaís Moreira

Por que o golpe parlamentar e por que tão vertiginoso?
As causas do golpe parlamentar devem ser buscadas em motivações políticas de classe ou setores de classe e interesses econômicos da burguesia de nosso país.
Leia mais...
 
A principal tarefa do movimento: lutar pela derrota do golpe retomando o classismo
Este novo governo defenderá com mais força que os anteriores os poderosos de sempre, ou seja, os capitalistas da soja, pecuaristas, banqueiros, latifundiários e outros setores empresariais privilegiados.
Leia mais...
 
Qual é a responsabilidade de Lugo e da Frente Guasu?
Uma reacionária e santa aliança fortalece o golpe parlamentar. Um amplo acordo, conservador e reacionário, conseguiu concretizar um golpe relâmpago e eficaz.
Leia mais...