Boletim Eletrônico



EGITO: REVOLUÇÃO ÁRABE EM MARCHA

Explodiu um processo revolucionário no Egito. Há vários dias, centenas de milhares de egípcios manifestam-se na Praça Tahrir (Libertação) e as ruas do Cairo e outras cidades do país. Exigem a renúncia de Mubarak, uma mudança de regime político e mudanças econômicas. Mubarak nega-se a sair e manobra para permanecer no poder até as próximas eleições de setembro e assim controlar uma "transição pacífica" que salve o essencial do regime. O imperialismo e a burguesia egípcia querem que essa transição não mude nem o sistema econômico nem o papel do Egito como peça-chave da presença imperialista no mundo árabe, especialmente os acordos com Israel. Em uma região chave na geopolítica do planeta, a mesma na qual os EUA foram derrotados no Iraque e está sendo no Afeganistão, a revolução egípcia pode fazer balançar não só o precário equilíbrio do mundo árabe e muçulmano, mas de toda a situação mundial. Acompanhe em nossas páginas seu desenvolvimento (os textos mais recentes encontram-se no final da lista). 

Para apresentar melhor este desenvolvimento, dividimos o Especial Egito em três partes: Os Antecedentes, onde é apresentada a posição da LIT-QI sobre as greves têxteis e a revolta da fome, ocorridos em 2008; Fora Mubarak!, com os textos sobre a revolução árabe em curso e uma seção especial, com alguns destes textos em árabe.